Estudantes de Direito da FASB promovem ação social em lixão de Barreiras

 

 

 

Os estudantes do 4º semestre de Direito da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) promoveram na última quinta-feira (15) uma ação social no lixão de Barreiras. Eles doaram roupas e alimentos não perecíveis distribuídos para as famílias que moram e tiram o seu sustento do local. Os estudantes começaram a conhecer a realidade do lixão com as visitas de campo para a produção de um artigo científico inserido no projeto “Barreiras sob enfoque criminológico”. As roupas e as 20 cestas básicas foram arrecadadas ao longo do último mês entre os professores e estudantes da própria FASB.

 

 

A acadêmica integrante do projeto, Nadya Magalhães Barros, explica que a iniciativa começou ainda durante a fase da pesquisa. “Víamos as necessidades das famílias e gostaríamos de oferecer um retorno, mesmo que mínimo, para ajuda-los de forma prática”. No mês passado, os estudantes apresentam por meio de exposição de posters os resultados do artigo intitulado “Plano de Existência x Plano de Eficácia: a distância entre os direitos fundamentais assegurados pela Constituição Federal e o drama vivido pelos moradores do lixão de Barreiras-BA”.

 

“Embora exista um plano municipal de resíduos sólidos, com diretrizes relacionadas ao suporte e melhoria das condições de trabalho dos coletores de materiais recicláveis, o que existe na realidade é um total descaso com aqueles que vivem e trabalham lá, bem longe dos princípios de dignidade, saúde e cidadania previstos na Constituição”, relata Nadya, sobre os resultados gerais do artigo cientifico apresentado.

 

Segundo o professor coordenador do projeto, Aderlan Messias, esta foi uma oportunidade para que os acadêmicos possam vivenciar a realidade e sensibilizar com a situação precária. “De nada valem o conhecimento científico e os títulos, se não usarmos em prol do coletivo. A caridade, a humildade e o amor são princípios essenciais que o ser humano deve ter”, ressalta ao parabenizar a atitude dos acadêmicos.

 

Sobre o projeto - Durante a 3ª edição do projeto “Barreiras sob enfoque criminológico”, foram expostos no final do mês passado, outros 25 trabalhos científicos que retrataram aspectos da realidade do crime em Barreiras, a exemplo de temas como embriaguez ao volante, ataques às agências bancárias e prática de crimes contra a honra nas redes sociais. Com o objetivo de apresentar e aprofundar a questão do fenômeno criminal, os estudantes também focaram em demandas atuais da sociedade local, a exemplo do tempo de espera nos bancos e descumprimento da lei de 15 minutos, violência intrafamiliar contra idosos e implantação da Unidade Prisional em Barreiras.

Última modificação em Sexta, 23 Dezembro 2016 12:21

Entre para postar comentários