Recomeçaram, nesta quarta-feira (21), no Clube ABCD, as aulas do curso de dança de salão da Universidade Aberta da Melhor Idade (UAMI) da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB). Participam do projeto, gratuitamente, pessoas de idade igual ou superior a 55 anos. Xote, samba, bolero, valsa e forró estão entre os ritmos que serão praticados até o fim do ano, quando termina a edição 2018.

A aula de abertura contou com a presença da diretora acadêmica Marilissa Dobrachinski. “Dentro desse projeto dá para transmitir a responsabilidade social que a FASB tem. Tirar o idoso de casa e trazer para essa hora de interação e movimento faz toda diferença na vida dele. Percebemos o quanto eles estão satisfeitos. E isso, para nós, é muito gratificante”, disse.

As instrutoras das modalidades de dança, acadêmicas do curso de Educação Física, Kauany Cris e Vânia Alves, do 7º e 5º semestres respectivamente, ganharam reforço com a chegada de Mariane Santos, atualmente no 3º semestre do mesmo curso. “Minha vida toda girou em torno da dança. Quando fui apresentada ao projeto, achei o propósito muito bonito, porque é uma idade em que as pessoas acabam deixando as coisas um pouco de lado. Então a gente tem que se juntar, para sempre trazer coisas novas e ajudar os alunos”, declarou a estreante.

 “A expectativa é que as pessoas saiam daqui numa sensação sempre melhor do que quando elas chegam, motivadas, superando as dificuldades e incentivando a vinda de outros idosos. Nossa equipe vai fazer de tudo para que isso aconteça”, disse Kauany. “Aqui em Barreiras tem poucas iniciativas em prol do idoso, por isso estamos abraçando essa causa com o maior amor do mundo”, afirmou Vânia, que apoia o projeto pelo segundo ano.

Maria Reis, uma das novas participantes, falou do significado do curso. “Muitas vezes achamos que a vida da gente é um problema. Quando temos esse contato e ouvimos histórias, percebemos que problemas todos têm, e que devemos procurar formas de sermos estimulados para seguir em frente”, pontuou. “Encontrei esse grupo maravilhoso. Para mim é um renascer. Os filhos já estão criados, cada um ocupando seu lugar. Hoje estou cuidando de mim”, finalizou.