Teve início na manhã deste sábado (1º), no auditório João Altivo Bergamo, a segunda edição do Intensivão OAB, da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB). A programação, promovida pelo colegiado de Direito, prevê um encontro semanal nos próximos dois meses e tem o objetivo de preparar os futuros profissionais do Direito formados na FASB, para a aprovação no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), previsto para 18 de novembro. Na primeira aula, a equipe promoveu uma atividade divertida, com a participação dos alunos em um jogo de perguntas e respostas. Em seguida, o professor Emerson Santana deu dicas de como responder às questões da prova e a professora Delvânia Borges tratou das mudanças recentes no Direito Trabalhista.

“É o primeiro desafio que os concluintes e egressos do curso de Direito enfrentam, com a possibilidade de fazer o exame nos últimos semestres. A instituição dá o apoio a gente não foca unicamente na aprovação do exame da Ordem, porque existem inúmeras possibilidades para um bacharel em Direito, Mas para exercer a advocacia, que é uma delas, é necessária a aprovação no exame. Na primeira edição do Intensivão nós logramos muito êxito com o aumento da aprovação dos nossos alunos. Nós temos diagnósticos que revelam isso”, afirmou Cristiane Pacheco, coordenadora do curso de Direito da FASB. “Tivemos muitos depoimentos dos alunos dizendo que o conteúdo abordado caiu realmente na prova”, concluiu.

A estudante Caroline Souza de Miranda define como ‘atitude louvável’ o apoio da FASB aos estudantes e egressos em relação ao exame da Ordem. Ela entende que a aprovação significa a conquista do objetivo para o profissional, e é positivo para a faculdade, por conta da comprovação da eficácia da metodologia de ensino aplicada. “Embora a gente tenha visto muitos dos conteúdos, os códigos estão sempre se atualizando e esse Intensivão é uma excelente oportunidade para a gente acompanhar as novidades e relembrar conteúdos aplicados nos primeiros semestres. Eu, por exemplo, estudei o Código Processo Civil de 2015, mas outros estudaram o de 1973, então é o momento de atualizar e buscar um aprofundamento maior em outras matérias que têm carga horária menor”, complementa a acadêmica.

A coordenação do Curso de Direito solicitou aos 100 participantes a doação de um kit, para ser entregue às famílias que vivem no lixão de Barreiras. Cada aluno entregou, como contrapartida pela participação no curso intensivo, um pacote com leite em pó, óleo, arroz, feijão e macarrão. Em breve as famílias contempladas receberão a visita de professores e alunos para a entrega do material arrecadado.