Professores e diretores da Faculdade São Francisco de Barreiras participaram, na manhã deste sábado (21), de um encontro do projeto ‘Oficina de Ideias’, que tem o objetivo de promover discussões de assuntos de interesse acadêmico. O tema abordado nesta reunião foi a aplicação do Team Based Learning, um novo modelo de ensino colaborativo aplicado em grupos. Segundo essa estratégia, cada aluno tenta entender os conteúdos apresentados em sala de aula e, em seguida, faz um reforço do aprendizado em atividades com a participação dos demais colegas.

“As novas gerações não aceitam mais esse modelo em que os alunos ficam sentados, só ouvindo o professor. Essa percepção exigiu a elaboração de uma nova metodologia, um novo modelo para saciar necessidade de um ensino mais dinâmico, que promova a integração e forme profissionais mais ativos, com atitude, humanizados, que possam trabalhar com seriedade e respeito na sociedade”, explicou o palestrante Sebastião Franco da Silva, professor da FASB, responsável pela implantação do TBL no curso de Medicina, em andamento. Posteriormente essa estratégia será estendida a todos os cursos da instituição. “Esse é um método sem volta, não dá mais para aplicar apenas o modelo tradicional”.

Para a diretora acadêmica, Marilissa Dobrachinski, “a ideia é fazer com que os professores saibam trabalhar em equipe e, automaticamente, possam proporcionar o crescimento do aluno por meio da integração e da busca pelo conhecimento”. Ela disse ainda que a implantação do TBL é um projeto que será colocado em prática respeitando as etapas da preparação. “Já tivemos a aplicação do TBL em, pelo menos, dez oportunidades no curso de medicina este ano. Acreditamos que no próximo ano teremos a aplicação desse método em todos os colegiados, pelo menos duas vezes em cada semestre, aumentando a frequência de acordo com a aceitação”, disse.

Um dos presentes ao encontro, o professor Diego Cabral, do curso de Agronomia, falou sobre os possíveis resultados que podem ser alcançados com a evolução do TBL na FASB. “É muito importante trabalhar com uma mentalidade que vai reforçar o desenvolvimento das atividades em equipe. Como disse o professor Franco, é uma dinâmica que vai ajudar o aluno a entender a interdisciplinaridade existente dentro do curso e motivar cada envolvido nesse processo. Com a aplicação do TBL, o egresso da FASB chegará ao mercado com total condição de realizar excelentes trabalhos em equipe e atender a demanda por esse perfil de profissional”, avaliou.