Com intensa programação, o 5º Encontro Agronômico (ENAGRO), da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), foi aberto na quarta-feira (17) com as presenças de acadêmicos, professores, membros da comunidade barreirense e representantes da cadeia do agronegócio regional. O evento, que tem quatro dias de duração – de 17 a 20 deste mês - e traz como tema ‘O uso de tecnologias para o agronegócio’, tem o objetivo de discutir a influência dos recursos tecnológicos na otimização da produção, para a elevação da produtividade e da qualidade dos alimentos, sem implicar no aumento da utilização de recursos naturais.

O coordenador do curso de Agronomia da FASB, Jorge da Silva Júnior, destacou a ampla oferta de cursos e minicursos que estão sendo realizados no encontro. “Nós temos nesse evento, desde a produção de cerveja artesanal, panificação e sorvete com biomassa de banana, até o uso de drone na agricultura para a produção e a gestão ambiental. Além de juntar o setor agropecuário para discussões e compartilhamento de experiências, outro objetivo é trazer os egressos da FASB que já estão no mercado, para apresentar suas experiências aos que ainda estão estudando”, disse. Irrigação sustentável, bovinocultura de corte, zoneamento climático e éticas profissionais também estão entre os temas de cursos e minicursos.

Parcerias com entidades como a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (BahiaTer), possibilitaram a realização de diversas palestras desde a primeira edição do ENAGRO. “Esse ano vamos trazer o técnico especialista Humberto Morais, ele vai passar um pouco da experiência, de décadas, sobre a produção de alho no oeste baiano e na Chapada Diamantina. Ele vai tratar das inovações que têm gerado altos níveis de produção e melhorias fitossanitárias, como, por exemplo, o alho livre de vírus”, informou Carlos Augusto, Coordenador Regional da BahiaTer.

José Marques Batista de Castro, secretário municipal de agricultura de Barreiras enalteceu a iniciativa de promover a discussão sobre as novas tecnologias na agricultura. “Esse evento é muito importante para os profissionais da área e os acadêmicos que estão prestes a entrar no mercado agronômico, mas é de fundamental importância também para a população. Há a perspectiva de que a população mundial aumente muito até 2030, atingindo, provavelmente, de 9 a 10 bilhões de habitantes. A agricultura convencional não terá condições de suprir a demanda por alimentos, então, é hora de pensarmos em formas de produzir mais, com mais qualidade, sem afetar de modo agressivo os recursos naturais”, afirmou.

Confraternização - No último dia do ENAGRO, será realizada uma confraternização, fruto da parceria entre a FASB e a Associação dos Engenheiros Agrônomos da Bahia, com a participação dos egressos. “Já temos duas turmas que estão completando 10 anos de formadas. Vários participantes estão vindo de outros estados para esse momento. O agrônomo é um profissional muito importante para a sociedade, desde o café da manhã até a ceia, então é uma comemoração mais que justa”, finalizou o coordenador Jorge da Silva Júnior.