Estudantes do curso de Biomedicina da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) realizaram visitas técnicas, orientadas, nas últimas semanas, às instalações do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI) em Barreiras. A programação, que teve uma média de sete alunos por vez, foi viabilizada por acordo firmado entre as instituições, vislumbrando a contribuição para a formação do profissional desta área, que tem centros de imagem como possíveis locais de trabalho. A última, de uma série de três visitas, ocorreu na tarde de quarta-feira (14). Os acadêmicos conheceram as salas de ressonância magnética, ultrassonografia, mamografia e tomografia computadorizada.

O professor Rodrigo Carneiro, da disciplina de Imaginologia, do curso de Biomedicina comentou sobre a atividade e as vantagens decorrentes. “Eles têm toda a parte teórica, toda a parte biofísica da formação de imagem, mas saber como acontece, na prática, tem uma importância muito maior. Por isso é fundamental a gente sair um pouco da sala de aula e mostrar a realidade de um centro de diagnóstico por imagem, não apenas a parte da aparelhagem, mas todo o funcionamento, desde a recepção, até a parte da emissão dos laudos. Essa dinâmica fora da sala de aula acaba sendo muito mais produtiva” afirmou.

Anderson Borges, gestor administrativo do centro de diagnóstico, falou sobre a visão do CDI em relação ao mercado de trabalho e à oportunidade de geração de conhecimento para acadêmicos. “Sempre foi um propósito do CDI abrir as portas para a sociedade, principalmente no campo universitário. Nosso objetivo é dar oportunidade para os estudantes agregarem conhecimentos e despertar o interesse deles em trabalhar conosco, no futuro, após a formação. É uma parceria em que todos saem ganhando”, pontuou.

A estudante Valquíria Ribeiro, fez uma avaliação da atividade, que conta como aula prática. “Nós, como futuros biomédicos tivemos um reforço muito relevante sobre o funcionamento da estrutura, que e grandiosa tanto do ponto de vista físico, quanto tecnológico. Aquilo que a gente vê na sala de aula se materializou nesse encontro, com acompanhamento do professor da disciplina e dos profissionais da CDI, que nos mostraram a rotina de trabalho e os equipamentos que são utilizados nos exames com muita atenção e disposição”, disse a estudante, que enfatizou, ainda, a necessidade de o profissional investir em qualificação, para atender às exigências do trabalho em um centro de diagnóstico por imagem.