Na reta final da graduação, os acadêmicos do curso de Produção Audiovisual da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), participaram de uma palestra com a professora Alexandra Alves, que é jornalista e diretora executiva da Miactus Comunicação, além de ser criadora e editora do portal Esporte Escolar, único site no País voltado ao jornalismo esportivo escolar. Com o tema “Empreender, viajar e criar: Aventuras no Jornalismo Esportivo” a professora falou sobre suas experiências viajando pelo mundo, empreendendo e trabalhando com comunicação.  O encontro foi na última sexta-feira (23).

Segundo Vandré Vilela, coordenador do curso de Audiovisual os estudantes aproveitam esses encontros para aprenderem mais sobre o mercado de trabalho. “O foco dessa atividade foi proporcionar aos estudantes, vivências de profissionais de outros mercados, trazendo toda sua ‘expertises’ para a sala de aula, de modo que eles possam aplicar na realidade após a conclusão do curso. Esses encontros proporcionam ao aluno uma realidade local, de maneira mais global. Nós, da faculdade, sempre estimulamos uma visão maior de postos de trabalho, e essas atividades oportunizam novas visões de trabalho”, destacou.

Para a palestrante Alexandra Alves, a continuidade nos estudos deve ser considerada importante para cada um dos acadêmicos que estão finalizando a graduação neste momento. “A gente não pode parar, a partir do momento que a gente forma, conclui uma graduação. Eu sempre participei de congressos e mostras culturais. Além de cursos de fotografia, pós graduação em outras áreas também. No caso do audiovisual, é uma área que se movimenta muito rapidamente, que dá muito dinheiro, e a qualificação é extremamente importante”, ressaltou a professora.

Daliane Assunção que é acadêmica do curso de Produção Audiovisual, teve uma experiência a mais com a professora Alexandra, ela e outro colega, foram recrutados para trabalhar na cobertura de um evento em Barreiras, e confirmou que o aprendizado em sala de aula e a realidade profissional são correlacionadas. “A experiência de trabalhar com a equipe de Alexandra foi muito grande, porque a gente aprendeu a ver as coisas diferentes. A gente tem a possibilidade de trabalhar com coisas acessíveis. O que a gente está aprendendo na sala de aula, podemos aplicar na prática e vamos aplicar na área profissional”, concluiu.