Alunos do ensino médio da Escola Monteiro Lobato Objetivo participaram de uma visita técnica às instalações da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB0, na manhã desta terça-feira (19). Um vídeo, com informações sobre os cursos, foi exibido no auditório João Altivo Bergamo. Em seguida, os alunos receberam informações sobre a grade curricular dos cursos, proposta pedagógica, projetos de extensão e estrutura física, em uma conversa com os coordenadores. Na parte final, foram apresentados os laboratórios de comunicação, saúde, informática e o ginásio, que é um dos principais equipamentos do curso de Educação Física.

 Para os estudantes que estão prestes a concluir o ensino médio, o momento é marcado pela dúvida e a ansiedade na escolha. “Na sala de aula a gente percebe a indecisão dos alunos na escolha do curso, por isso que essa visita é muito interessante. Nossa passagem pela FASB foi importante, com ela os alunos do terceiro ano terão mais condições de tomar uma decisão e escolher aquele caminho que esteja mais adequado ao seu perfil. Outro ponto que me chamou a atenção, foi a estrutura da FASB, que demonstra que aqui acontece um grande investimento, o que resulta na qualidade do ensino”, comentou o estudante João Pedro Possato.

“Hoje em dia tem quase quatro mil profissões cadastradas na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), então essa é uma oportunidade para os alunos conhecerem outras profissões com as quais eles possam se identificar. O trabalho de orientação profissional visa, primeiro, o autoconhecimento, em segundo plano, mostra as possibilidades de atuação. Muitas vezes o interesse deles é baseado em projeções ou confabulações. Momentos como esses permitem que eles possam desmistificar coisas que até então eles achavam sobre a rotina de determinada profissão”, pontuou Maria Cristina, psicólogas da Escola Monteiro Lobato.

Marilissa Dobrachinki, diretora acadêmica da FASB, disse que a visita deve gerar desdobramentos, com outras tarefas executadas, em parceria, entre a Escola e a Faculdade. “Hoje foi o momento de conhecer os cursos que temos a oferecer. Eles estão em busca de informações para montar o manual de profissões do projeto que a psicóloga vem desenvolvendo na escola. No segundo momento, teremos pequenos grupos inseridos, por um período, para conhecer o trabalho que a instituição vem desenvolvendo diante da sociedade”, avaliou.