Uma turma de profissionais com a capacidade de criar, interpretar e exercer o conhecimento, de forma ampla, na área contábil. Esse é o perfil dos 55 novos profissionais que foram entregues ao mercado, pela Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), na cerimônia de colação de grau, realizada na noite da última quarta-feira (20). O ato solene foi presidido pela diretora acadêmica da instituição, professora Marilissa Maineri Dobrachinski, ao lado da patronesse da turma, Sara Gusmão Franca; da secretária acadêmica, Julianne Brandão e dos diretores André Henrique Bergamo e Tadeu Sérgio Bergamo. O ambiente marcado pela emoção tornou-se completo com a participação animada do público, composto por parentes e amigos dos graduados.

“Foram duas turmas que começaram em 2015. Hoje eles saem para o mercado de trabalho e nós ficamos tranquilos, afinal, a proposta pedagógica foi bem aplicada entre acadêmicos, professores e diretores, por isso eles carregam uma boa bagagem adquirida ao longo desses quatro anos. Nosso egresso sai daqui diferenciado, pois além do empenho no ensino do dia-a-dia na sala de aula, foram dadas a eles muitas oportunidades com cursos de extensão e pesquisa. Sei que eles estão ávidos para empregar o que aprenderam na graduação, e o mercado é amplo, com possibilidades para cada um encontrar um espaço”, declarou Ginda Vilas Boas, coordenadora do curso de Ciência Contábeis.

A graduada Andressa Crislaine Pinto da Silva, natural de Ibotirama, falou sobre o ciclo vivido na FASB. “Me sinto realizada. Foram quatro anos de muito esforço, muito estudo, e hoje me sinto preparada para a jornada que se inicia. Pretendo exercer minha função com muito profissionalismo, porque um dos maiores bens do contador é a credibilidade. Sem isso não é possível ter sucesso em uma área em que o profissional cuida do patrimônio alheio”, afirmou.

“A experiência que a FASB nos proporciona é muito mais que uma profissão, significa a evolução como pessoa, com uma visão madura e responsável diante da sociedade. A instituição insiste muito na ideia de formar profissionais mais completos, e isso tem um grande peso na nossa formação. A base teórico-prática e o ensino da ética fazem parte do nosso alicerce, que é sólido e nos faz entender a dimensão da responsabilidade que teremos a partir de agora”, disse o jovem Geovan Souza de Santana, novo contador oriundo da cidade de Muquém do São Francisco.