Profissionais comprometidos com a produtividade, seja da agropecuária de larga escala ou da agricultura familiar, sem perder de vista a qualidade de vida dos consumidores. Esse é o perfil dos novos engenheiros agrônomos, formados pela Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), na noite desta sexta-feira (20), na cerimônia de Colação de Grau, realizada no ginásio multiuso da instituição. A turma, com 43 concluintes, recebeu o nome da professora Valdemara Cristiane Pereira dos Santos e teve como paraninfo, o professor, Valfrido Rodrigues de Brito Júnior. Centenas de convidados acompanharam a celebração.

“A gente procura sempre passar para o aluno, não apenas o ensino, mas também outros pilares, como a pesquisa e a extensão. O processo de preparação inclui a participação em eventos como dias de campo e outros, voltados para a agricultura, compartilham informações com as associações por meio dos convênios, então isso possibilita que eles saibam quais são as tendências do mercado e as demandas da região. Hoje, toda essa bagagem que o acadêmico carrega, das disciplinas, está totalmente antenada com as exigências mercadológicas. Nossa estrutura curricular não é engessada, ela pode se adequar a qualquer necessidade”, explicou Jorge da Silva Júnior, coordenador do Curso de Agronomia.

Uma das graduadas, Giovanna Celis, falou sobre a primeira experiência, como engenheira agrônoma, no mercado de trabalho. “Logo após o fim das aulas e a apresentação do TCC, fui inserida no mercado de trabalho, onde tenho aproveitado a oportunidade para aplicar todo o conhecimento adquirido aqui na faculdade. A maioria não faz ideia do quanto é gratificante entrar na lavoura sabendo o que deve ser feito, por onde começar. Agradeço à instituição e aos professores pelo empenho, por buscar todas as possibilidades para nos oferecer um ensino de qualidade. Me sinto muito segura e realizada”, comemorou.  

A educadora Nara Módica, ex-professora da FASB, prestigiou a formatura do terceiro filho. “É um sentimento muito forte, porque pude proporcionar aos meus três filhos a oportunidade de estudar. O Gabriel era o único que ainda não tinha graduação, mas agora o ciclo está completo. Não há um presente maior, para dar aos filhos, do que os estudos, porque a educação é a única ferramenta que garante o nosso futuro. A FASB mereceu a confiança da nossa família por ser referência, tanto na parte acadêmica, quanto administrativa. Tenho orgulho dessa parceria”, afirmou.