Os acadêmicos dos cursos de Fisioterapia e Biomedicina do Centro Universitário São Francisco de Barreiras (UNIFASB) foram recepcionados com uma aula inaugural, transformada em palestra, com o tema “Desafios na formação acadêmica de profissionais preparados para o mercado de trabalho”, evento realizado na quinta-feira (13) no Auditório João Altino Bergamo. A professora da área da saúde, Camila Pacheco foi responsável por repassar as informações aos cerca de 100 acadêmicos de vários semestres da instituição.

O coordenador do curso de Biomedicina Leandro Dobrachinski, explica que o entrosamento dos dois cursos no início do semestre é muito importante para a unidade de pensamento e de trabalho. “Quando você procura passar conceitos éticos, conceitos de uma formação mais humanizada faz que o aluno transfira para o paciente esses preceitos, fazendo com que ele se sinta melhor durante o tratamento. E o UNIFASB, nessa perspectiva, visa justamente isso, preparar um ser inicialmente preocupado com a formação humana”, ressaltou.

Cursando o 7º semestre de Fisioterapia, Glendha da Mata Oliveira gostou do que viu e relata que palestras nestes moldes foram constantes no percurso da graduação “Nosso processo de formação, sair da ‘formula’ da sala de aula e poder aplicar o aprendizado no dia-a-dia, no trabalho, nos ajuda a tratar melhor os pacientes que iremos atender, além dos estudos convencionais, precisamos dessa vivencia de comportamento”, destacou.

O acadêmico Walter de Oliveira Aragão, corrobora com o pensamento da colega Glendha. “A palestra foi ótima, abordou tema sobre o mercado de trabalho, uma vez que iremos tratar com pessoas quando sairmos daqui. Esse tipo de palestra nos prepara melhor com a realidade do mundo fora da faculdade. Eu já fiz estágio e aprendi na prática a realidade dos pacientes que são atendidos, cada um chega com uma história de vida. Com a nossa empatia, o tratamento tende a ser mais eficiente”, concluiu.

Para a coordenadora de Fisioterapia, Magda Teixeira Reis trabalhar a questão da humanização com acadêmicos dos dois cursos além de promover a aproximação entre os acadêmicos reforça o pensamento que o UNIFASB tem em formar profissionais preocupados e comprometidos com o próximo. “O que nós, enquanto instituição pensamos é que o profissional formado aqui, tenha alguns preceitos desde o primeiro momento da formação, então, precisamos debater que tipo de profissional a gente quer ser. E nessa perspectiva entendemos que essas pessoas hoje vão entender esse processo de relação com o trabalho; a partir da interação” ressaltou Magda.