O mês de agosto é dedicado a conscientizar sobre importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida do bebê  

Em 1991, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) criaram uma campanha enfatizando a importância do aleitamento materno. No Brasil, desde 2017, foi sancionada uma lei instituindo que o mês de agosto seja dedicado a incentivar e discutir sobre a importância do aleitamento exclusivo nós primeiros meses de vida do bebê. A ação recebeu o nome de Agosto Dourado, levando a alusão que a amamentação é o “alimento de ouro”, que traz benefícios tanto para o bebê quanto para mãe. 

A professora de Enfermagem do UNIFASB/UNINASSAU, Jéssyca Guedes, afirma que o “aleitamento materno é imprescindível para o crescimento e o desenvolvimento do bebê”, por ser um alimento rico e completo, nesse caso, não é necessário nenhum outro tipo de nutrição. O bebê até os seis meses de idade não precisa ingerir água, nem chás, nem fórmulas lácteas.  

“O leite materno é constituído de proteínas, gorduras, sais minerais e de água entre outros componentes e é produzido para cada tipo de bebê, em detrito para cada tipo de mãe. Por isso, mesmo se o bebê morar em regiões quentes, a mãe irá produzir um leite com a quantidade de líquido suficiente. Cada tipo de mãe produz um leite específico para seu filho, o aleitamento materno é completo, e é necessário”, enfatiza, Guedes.   

De acordo com a professora Jéssyca, são raras as mulheres que não produzem ou que tem uma dificuldade em produzir leite, a maioria das mulheres, fisiologicamente podem, e são capazes de produzir leite em quantidades e qualidades suficientes. “Quanto mais a mulher se alimentar bem, mais ela terá leite, quanto mais o bebê for estimulado na mama, aumentará a produção de leite”, conta.  

O leite materno possui três fases, são elas: leite anterior, leite intermediário e leite posterior. O leite anterior é composto de água, de imunobiológicos/anticorpos, que servem de proteção para o bebê nos primeiros dias de vida; O leite de transição/intermediário, possui uma coloração clara e com mais proteínas; O leite posterior, tem mais gordura, e é rico em substâncias bioativas, como células, enzimas e fatores de crescimento.  

Dicas para uma boa amamentação e seus benefícios   

- Instigar o bebê a colocar a boca em toda a auréola para ter uma mamada completa;  

- É necessário que o bebê esvazie toda uma mama, para depois passar para a outra mama;  

- Na hora de amamentar a mãe tem que escolher a posição mais confortável para ela e para o bebê e um ambiente agradável;  

- Amamentar ajuda a mulher a perder peso, conter hemorragia, e colabora para o útero normalizar o tamanho;   

- Estabelece um vínculo positivo entre a mãe e o bebê.   

: