Tecendo a história da Faculdade do Oeste Baiano

FASB: há mais de 18 anos promovendo educação universitária de veraz qualidade e de precisa cientificidade

          Com o objetivo de promover práticas educativas e universitárias mediadas por ético-cientificidade conceituada na concernente Proposta Pedagógica, além de contemplar em seu processo de aprendizagem-ensino a pesquisa acadêmica e as ações cidadãs voltadas à emancipação humana, a Faculdade São Francisco de Barreiras-FASB foi fundada na cidade de Barreiras, Estado da Bahia, em correspondência com o desenvolvimento local-regional, cujo marco inicial incide na fundação de sua mantenedora, em 14 de janeiro de 1994. Trata-se de inciativa crucial para a implantação desta Faculdade na região Oeste da Bahia.

          Em 1999, registra-se o começo das atividades educacionais da FASB com as primeiras turmas dos cursos de Administração com habilitação em Comércio Exterior (Portaria MEC nº 497, de 12 de março de 1999), Administração Geral com ênfase em Análise de Sistemas (Portaria MEC nº 772, de 14 de maio de 1999) e Ciências Contábeis (Portaria MEC nº 625, de 13 de abril de 1999).

       No mês de março do ano seguinte, fortalecendo o crescimento do ensino superior na região, houve de ser autorizado o curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda. Esta autorização representou o princípio do aperfeiçoamento da atividade publicitária da região.

          Em 2001, foi a vez do curso de Direito (Portaria nº 1.363, de 4 de julho de 2001), cuja autorização possibilitou circunscrever um novo tempo sobre a educação universitária no oeste baiano, o que coincide com intensos debates sobre o papel do direito na sociedade complexa, bem como pela emergência da responsabilidade social e da ética.

       Nos anos seguintes, outro conjunto ordenado de cursos foram autorizados pelo Ministério da Educação para funcionar na FASB: Normal Superior com as habilitações Magistério da Educação Infantil e Magistério dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (Portaria MEC nº 1.778, de 19 de junho de 2002); Psicologia (Portaria MEC nº 3.692, de 20 de dezembro de 2002); Fisioterapia (Portaria nº 341, de 23 de janeiro de 2004); Agronomia (Portaria nº 342, de 23 de janeiro de 2004) e Enfermagem (Portaria nº 343, de 23 de janeiro de 2004).

       Foram realizadas, ainda no primeiro semestre de 2003, as solenidades de formatura das primeiras turmas de concluintes da Faculdade São Francisco de Barreiras (Administração com suas citadas ênfases e Ciências Contábeis). Somado a isto, realizou-se o consequente processo de reconhecimento dos cursos, estes devidamente avaliados por especialistas das Comissões nomeadas pelo MEC, cujos resultados avaliativos alcançados foram excelentes.

        Nos primeiros meses de 2004, a FASB realizou as solenidades de graduação dos concluintes de mais cinco turmas, com destaque para a conclusão da primeira turma de Publicitários da região oeste da Bahia e para a publicação da Portaria MEC nº 1.069/2004, sendo este ato referente ao reconhecimento do Curso de Comunicação Social.

             Em abril de 2005, o Curso de Comunicação Social teve mais uma habilitação autorizada pelo Ministério da Educação. Trata-se de Jornalismo, curso aprovado pela Portaria MEC nº 817, de 11 de março de 2005. Mais um avanço e progresso para a qualificação do intercâmbio comunicativo e do tratamento profissional da informação nas esferas particular e pública da região em foco.

       Todo este incremento no número de cursos e de estudantes aconteceu paralelo à ampliação da estrutura física da faculdade (melhorias na biblioteca, construção de chamado prédio II, com predominância de salas de aula; mais laboratórios de informática etc.). Cabe também destacar os investimentos em tecnologias aplicadas à educação (terminais de acesso à internet, implantação dos laboratórios de informática, de rádio, TV, fotografia, comportamento-experimental, anatomofisiologia, desenho-técnico, microscopia, semiologia, dentre outros) e a contratação de mais profissionais administrativos e docentes. Grande parte da ampliação da estrutura física e dos recursos didáticos contou com o aporte de recursos do DESENBAHIA (Agência de Fomento do Estado da Bahia), a exemplo da construção do prédio II, dos laboratórios para os cursos da área de saúde, agronomia e enfermagem, bem como a aquisição dos equipamentos técnicos necessários para estes cursos.

          Em 25 de outubro de 2006, com o aval da Portaria MEC nº 784, a FASB recebeu a autorização para o funcionamento do curso noturno de Educação Física (licenciatura). Esta autorização resultou do comprometimento dos dirigentes e educadores com a formação de quadros para uma atuação científica nas escolas, especialmente naquelas pertencentes às redes municipais de educação. O reconhecimento deste curso se confirma no ano 2011 (Portaria MEC de nº 286, de 22 de julho de 2011).

      A FASB também tornou significativa a correspondente inserção social através de projetos cuja execução continua a beneficiar a comunidade mediante a realização de cursos, treinamentos, palestras educativas, ações de cidadania e pesquisas realizadas por docentes e estudantes, com destaque para a Universidade Aberta da Melhor Idade (UAMI) e os atendimentos na Unidade de Serviços.

        Em 2007, a FASB recebeu o reconhecimento do Curso de Enfermagem com nota máxima na avaliação feita por integrantes de comissões nomeados pelo MEC. Logo em seguida, foi a vez do Curso de Fisioterapia que encerra o ciclo de reconhecimentos dos cursos de Saúde autorizados em 2004. No início do ano de 2008, acontece a formatura das primeiras turmas de Enfermagem e Fisioterapia, garantindo a inserção de mais profissionais capacitados na área da saúde, com vistas à melhoria dos serviços no setor público e privado.

       Já no mês de abril de 2008, a notícia acerca do reconhecimento do Curso de Agronomia respalda a educação de qualidade empreendida pela Instituição, inserindo os egressos da FASB no campo da Engenharia Agronômica, em convergência com a dinâmica do Agronegócio na região.

          Em 2010, a FASB obtém a autorização do primeiro curso superior em Tecnologia da Gestão da Tecnologia da Informação (Portaria MEC nº 95, de 23 de junho de 2010), este seguido por Produção Audiovisual (Portaria MEC nº 197, de 04 de outubro de 2012), Gestão Financeira (Portaria MEC nº 197, de 04 de outubro de 2012) e Gestão Comercial (Portaria MEC nº 620, de 22 de novembro de 2013). Mantendo a política de expansão da oferta e na perspectiva de ampliar a área de saúde, em 2014 ocorre a autorização do bacharelado em Biomedicina (Portaria MEC nº 210, de 27 de março de 2014), cuja primeira turma de ingressantes somente se constituiu em 2015. Recentemente, o bacharelado em Medicina foi autorizado através da Portaria nº 384, de 17 de agosto de 2016.

       A inserção da FASB neste contexto socioeconômico que caracteriza a região Oeste, parte de uma filosofia educacional que lhe possibilite desenvolver proposta pedagógica inovadora consciente dos determinantes mais radicais do processo de inclusão-exclusão, além de apta a contemplar, em seu processo de aprendizagem-ensino universitário e de pesquisa acadêmica, um empenho diferenciado na formação para a cidadania e sobremaneira para a libertação humana.

      Orientando-se para a ética e a excelência de suas atividades, com notória inserção social que a Faculdade São Francisco de Barreiras mantém seu compromisso educacional e este se volta para as pessoas do estudante e do docente.