GRAVIDEZ E MATERNIDADE TARDIA: SENTIMENTOS E VIVÊNCIAS DE MULHERES EM UMA UNIDADE DE PRÉ-NATAL DE ALTO RISCO EM BARREIRAS, BAHIA

Damares Dias Rodrigues Coelho, Jéssica Loiane Andrade de Souza, Maria Madalena Souza Mattos Torres, Jefferson Drezett

Resumo


Introdução: A ocorrência de gravidez entre mulheres com idade ≥ 35 anos cresce em países desenvolvidos e em desenvolvimento, sendo considerada condição de risco. Merece atenção os sentimentos e vivências frente à gestação nessa faixa etária, ancorados em transformações físicas e emocionais. Objetivo: Relatar a experiência e sentimentos de gestantes em idade tardia acompanhadas em pré-natal de alto risco. Método: Estudo qualitativo de abordagem fenomenológica com 12 gestantes com idade ≥ 35 anos atendidas em pré-natal de alto risco no município de Barreiras, Bahia, entre agosto e setembro de 2015. As entrevistas foram gravadas a partir de pergunta norteadora e transcritas para análise. As falas selecionadas foram classificadas nas categorias: similitude dos sentimentos; dilemas e conflitos da gestação; importância do suporte familiar; conhecimento dos riscos da gestação; percepção da assistência pré-natal; e expectativas do resultado da gestação. Pesquisa aprovada por Comitê de Ética em Pesquisa, com participação  voluntária e precedida de “Termo de Consentimento Livre e Esclarecido”. Resultados: A maioria das entrevistadas mostrou ensino médio completo, eram unidas, multigestas, com renda de até um salário mínimo e residência própria. Os dilemas e conflitos foram acompanhados por oscilações de humor, permeados pelo mito de que as gestantes devem sentir exclusivamente “bons sentimentos”, contrapondo-se às manifestações de tristeza, raiva, dúvida e melancolia ao descobrir a gravidez. Mulheres com gravidez tardia e não planejada podem ter esses sentimentos sobrepostos com mudanças fisiológicas da gravidez, agregando conflitos que dificultam a compreensão da gestante, parceiro e familiares. Conclusão: As expressões denotam que cada gestação é única em percepções e significado em cada momento vivenciado pela mulher. Sentimentos tranquilizadores, de confiança e maturidade se relacionam com a idade, sugerindo que as mulheres após os 35 anos tem maior maturidade psicológica para a maternidade.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.