FATORES INFLUENCIADORES E ÀS CONSEQUÊNCIAS SOBRE O USO DO TABACO NA ADOLESCÊNCIA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Fabiana Regina da Silva Grossi, Fernanda Rúbia Freitas de Araújo, Nilson Magalhães Rêgo, Rafaela dos Santos Souza

Resumo


Objetivo: O presente artigo trata-se de uma revisão sistemática, cujo objetivo foi analisar os estudos sobre os fatores que influenciam adolescentes a fazerem uso de tabaco e as consequências causadas por este consumo nos últimos 10 anos (2006 a 2016). Método: a busca bibliográfica foi realizada nas bases de dados: LILACS, MEDLINE e SCIELO, incluindo os descritores Tabaco, Adolescentes e Ambiente Escolar. Foram identificados 33 artigos, desses, 27 se enquadraram nos critérios preestabelecidos. Resultados: comprovou-se que no período entre 2006 a 2010 foram apresentados um número mais expressivo de publicações, totalizando 55.6% da amostra. Contudo, de 2011 até 2016 a proporção foi de 44.4%, representando uma desaceleração na produção de estudos envolvendo o uso de tabaco na adolescência. Quanto às regiões do Brasil, o Nordeste foi o que mais produziu conhecimento acerca da temática abordada (22.2%), seguido pela região Sul e Sudeste (18.5%, cada), Centro-Oeste (7.4%), o Norte (3.7%) e os países estrangeiros com (29.6%). Os principais temas de pesquisa abordados neste artigo foram selecionados por categorias: consequências do uso do tabaco (51.9%); fatores influenciadores (44.4%). Sendo que num estudo foi apresentado as duas categorias (3.7%). Conclusão: é evidente que o tabagismo além de ser um problema de saúde pública também é uma questão de educação. Logo, ampliar os programas direcionados à prevenção e à promoção do tabagismo, em especial nas escolas, é de suma importância.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.